IPQ
SPQ
Área de trabalho
(acesso reservado)

APRESENTAÇÃO​ | ENQUADRAMENTO TEÓRICO​ | PROJETOS | EQUIPA​

LABORATÓRIO​ DE ALCOOLIMETRIA

O controlo metrológico dos alcoolímetros quantitativos está regulamentado de acordo com a Recomendação OIML R 126, a qual contém um quadro regulamentar diferenciando os erros máximos admissíveis (EMA) aplicáveis às verificações metrológicas. A Portaria n.º 1556/2007, de 10 de dezembro, aprovou o novo Regulamento do Controlo Metrológico dos alcoolímetros, que atualiza o precedente Regulamento e inclui as inovações tecnológicas utilizáveis com estes instrumentos de medição.

O procedimento de verificação baseia-se no método comparativo através do qual a indicação do instrumento é comparada com o valor convencionalmente verdadeiro do gás de referência que fora submetido a análise no respetivo alcoolímetro, simulando desta forma o ar expirado. O gás de referência, designado por Material de Referência Certificado (MRC) é constituído por misturas binárias de etanol em azoto e apresenta-se em cinco concentrações distintas, abrangendo o intervalo de medição dos alcoolímetros em verificação. Para cada concentração em ensaio, são feitos ensaios de repetibilidade, com determinação do desvio padrão do ensaio, erro e respetiva incerteza.

Os alcoolímetros qualitativos ou de despiste são usados principalmente por entidades policiais, industriais e hospitalares. Este tipo de alcoolímetro permite uma utilização prática e rápida e não está sujeito a controlo metrológico. Deve no entanto ser sujeito a calibração periódica. A calibração é feita usando o método de comparação e as medições são realizadas no intervalo de 0 g/L de 3 g/L de alcoolemia, com 1 a 5 concentrações, dependendo da aplicação do instrumento e da escolha do cliente. São usados materiais de referência certificados (MRC) de misturas gasosas de etanol em azoto. Estas misturas têm rastreabilidade aos padrões primários produzidos no IPQ. As frações molares destes padrões vêm em unidades mol/mol que serão transformadas em unidades g/L através de uma equação que utiliza a massa molar do etanol, a massa molar do azoto, a densidade do azoto e um fator de conversão específico de cada tipo de alcoolímetro.​
CONTACTOS | FAQ | QUESTIONAR | Sugestões | Reclamações
  @ Serviços
   Venda de Normas e Publicações
Atualização 2019-06-18 
Politica de privacidade  |  Responsabilidade (Disclaimer)  |  Contactos  |  Mapa
Conceção e Desenvolvimento: IPQ / Capgemini
   D
Compete QREN UE
Co-financiado pelo QREN