As reformas metrológicas foram objeto de legislação Medidas de líquidos de D. Sebastião Medidas de secos de diferentes épocas As especiarias que chegavam por mar eram pesadas na Casa da Índia e vendidas pelos mercadores Pesos de diferentes épocas e materiais
bandeira britânica

A Convenção do Metro

Membros do Comité Internacional de Pesos e medidas (CIPM) em 1894. H. de Macedo (membro português a título individual) é o segundo da direitaNa segunda metade do séc. XIX diversos países, incluindo Portugal, tinham adotado o sistema métrico e estavam a tentar promover a sua utilização generalizada, em substituição dos antigos sistemas de pesos e medidas.

Por ocasião da Exposição Universal de Paris, em 1867, um grande número de cientistas formou um "Comité dos Pesos e Medidas e da Moeda" que tinha por objetivo a uniformização das medidas. Em 1869, o governo francês convidou numerosos países a fazerem-se representar em Paris numa "Comissão Internacional do Metro".

Finalmente, a 20 de Maio de 1875 representantes de 17 países assinaram, em Paris, a Convenção do Metro.

A Convenção criou diversos órgãos responsáveis pela gestão da metrologia a nível internacional:

  • o BIPM – Bureau International des Poids et Mesures, com objectivo de estabelecer novos padrões métricos, conservar os protótipos internacionais e conduzir a comparações necessárias para assegurar a uniformidade das medidas de todo o mundo;
  • a CGPM - Conferência Geral dos Pesos e Medidas, que reúnde a cada 4 anos;
  • o CIPM - Comité Internacional de Pesos e Medidas, constituído por 14 personalidades a título individual (em 1921 passaram a 18).

Padrões do metro e quilograma padrão, em platina iridiadaPortugal foi um dos países que participou na Convenção do Metro, tendo sido representado por José da Silva Mendes Leal, par do reino e ministro plenipotenciário em Paris.

A representação nacional nas 3 primeiras CGPM esteve a cargo do Conde H. de Macedo, Ministro plenipotenciário em Madrid.

Na primeira CGPM, ocorrida em 1889, foram aprovados os novos protótipos do metro e do quilograma e sorteadas as cópias que seriam distribuídas pelos países membros, tendo Portugal ficado com as cópias nº 10, tanto do metro como do quilograma.


Política de privacidade Responsabilidade (disclaimer) Contactos