As reformas metrológicas foram objeto de legislação Medidas de líquidos de D. Sebastião Medidas de secos de diferentes épocas As especiarias que chegavam por mar eram pesadas na Casa da Índia e vendidas pelos mercadores Pesos de diferentes épocas e materiais
bandeira britânica

Os primeiros pesos e medidas

Carta de Foral de Lisboa de 1217

Os pesos e medidas, em Portugal, têm raízes que se confundem com a própria constituição do estado.

À medida que o estado se definia e consolidava, progressiva e extensivamente, os pesos e medidas estabelecidos como padrões em Portugal não constituíram uma rutura com os padrões das civilizações até então existentes no território. Essa herança era visível nas próprias denominações das unidades, nas quais se vislumbravam remanescências latinas e, principalmente, árabes.

Os padrões eram estabelecidos como o meio de determinação dos impostos sobre a produção e o comércio dos bens e mercadorias, tal como a moeda, eram instrumentos de poder e vassalagem.

O estabelecimento e regulamentação dos pesos e medidas era privilégio real. Normalmente, os pesos e medidas utilizados pelas populações eram definidos na Carta de Foral que o rei atribuía a cada concelho.

Na Idade Média era comum uma mesma medida corresponder a diferentes valores, variando de concelho para concelho ou, no mesmo concelho, consoante a finalidade para que era utilizada. Muitas vezes, à medida acrescentava-se mais uma porção "para as almas".





Política de privacidade Responsabilidade (disclaimer) Contactos